domingo, 22 de novembro de 2015

Primo

Cada vez que olho para o meu primo vejo que ele já não é aquele menino que eu admirava tanto, que eu perdia horas e horas a brincar com ele por pura vontade. É incrível como em quatro anos ele mudou, mas a culpa não é dele. Está mal habituado. Faz o que quer, quando quer e, principalmente, com quem quer. Acreditam que aqui em casa, eu vou sendo a única à qual ele ainda respeita? Por alguma razão é.
A típica resposta: "Queres que faça o quê? Que lhe ande sempre a bater?" Não, não se aplica de todo. Mas fazer-lhe as vontades todas também não é opção. Eu não lhe ando "sempre a bater" e ele sabe distinguir os meus momentos sérios e os de brincadeira. Não digo que uma palmadita não faça mal de vez em quando, mas daí a espancar a uma criança não. O problema é que ele sabe que tem as costas quentes, e quando é assim não vale a pena eu tentar fazer o que quer que seja. Muito menos quando ainda sou rebaixada e criticada por outros quando só estou a lutar pelo bem daquela criança. Para mim hoje foi a gota de água, escusam de me pedir o que quer que seja, afinal: "Não sou ninguém nesta casa para...".
Já não consigo olhar para ele com os mesmos olhos, e o que mais me magoa é ter a noção disso.

9 comentários :

  1. As crianças tem de ter a mesma educação vinda de toda a gente, se não sabem que são protegidas e fazem o que querem, tens de ter calma, vais ver que ele volta a ser o mesmo menino de antes :)

    ResponderEliminar
  2. É preciso impor limites, caso contrário nunca teremos mão neles

    ResponderEliminar
  3. a culpa não é mesmo das crianças . conheço situações parecidas , e vejo bem que os pais são muito culpados de muitas coisas . não se pode fazer as vontades todas às crianças , muito menos dizer que sim a tudo ! hoje em dia as crianças estão mesmo muito mal habituadas !
    r : obrigada pelo apoio minha querida . desculpa a ausência , mas não ando de todo nos meus melhores tempos .
    espero que esteja tudo bem contigo ! boa semana * beijinhos :3

    ResponderEliminar
  4. Infelizmente, o teu primo não é a única criança assim. Ultimamente só tenho visto disso... não sei o que raio se passa com os pais...

    ResponderEliminar
  5. Tenho uma prima que também é assim. O problema é que neste momento ela tem 13 anos e está tão habituada a ser tratada como a "princesinha" que vai ser realmente difícil de reverter a situação. Acho que só com o tempo é que ela vai conseguir amadurecer, mas às custas da vida.

    ResponderEliminar
  6. É triste quando as coias chegam a este extremo, tens que levantar a cabeça e tentar ultrapassar esta situação.
    Força :)

    ResponderEliminar
  7. Revi-me bastante neste texto, também tenho um priminho de 4 anos, que me trata por tia e que eu adoro apesar de ser um terroristazinho! xD

    Beijinhos ♥
    http://lovingmypinkbubble.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Saber dizer "NÃO" na altura e no tom de voz adequados, valem por todas as tareias. :/

    ResponderEliminar
  9. Entendo-te, mais uma vez, a minha prima e afilhada tem agora 8 anos e é assim desde os 4 também. A minha mãe diz que eu agora ando sempre de bentas e mal disposta quando estou com elas e que tenho de fazer um esforço porque a minha tia dá-me tudo o que pode. Eu não quero saber disso, há coisas que não se compram e como já disse à minha mãe "Há certas atitudes que eu não gosto, certas coisas que não me entram e já devias saber que quando é assim, comigo, não vale a pena!"

    ResponderEliminar

Diz-me o que vai dentro de ti ♥