segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Que descanse em Paz

No sábado à noite recebi a noticia que o irmão da P' teve um acidente de mota e acabou por morrer. Não cabia em mim quando recebi a notícia. Desde então que isto não me saí da cabeça.
Não imagino a dor que os pais, os irmãos, a namorada e os amigos estão a sentir neste momento. É horrível, é contra a ordem da vida.
Nestes momentos faltam palavras, só me restou desejar força à P' e a todos aqueles que estão a sofrer por este acidente.

A vida é tão curta e, de um momento para o outro, as coisas acontecem. Perdemos imenso tempo com discussões e problemas que não valem nada, viramos as costas às pessoas e, quando menos se espera, pode acontecer coisas destas.

7 comentários :

  1. A morte não escolhe idades e chega sem dia nem hora marcada, mas um pai ou uma mãe, nunca deviam ver morrer um filho.
    Que descanse em paz!

    ResponderEliminar
  2. A unica morte mais "proxima" de mim foi de um colega meu da turma do nono ano
    Nao eramos proximos, alias, davamo-nos um coto mal, mas quando soube que ele morreu, nem quis acreditar. A sério. Lembro-me duma aula que tivemos em que tinhamos de fazer uma apresentação do nosso projeto de vida, dos nossos objetivos. Ele ja sabia o que queria fazer, já tinha os seus objetivos e depois do que lhe aconteceu, achei injusto porque não pode realizar aquilo que ele queria, porque o seu destino foi o falecimento. Algo que ninguém esperava que lhe fosse acontecer. Alias é normal ninguem esperar isso, não é? Eu ja o conhecia antes , ele andava na piscina com a minha irma e quando me via metia-se comigo.
    Sem ser isso, não sei realmente, felizmente, o que é passar por uma situação dessas. Só me resta desejar-lhes força.

    ResponderEliminar
  3. Perdemos mesmo muito tempo e não aproveitamos bem as pessoas que estão à nossa beira. Dizemos sempre «Qualquer dia...» até que qualquer dia fica imortalizado. É triste, mas fazemos isto com tudo e todos. É nestes momentos difíceis que batemos com a cabeça na parede. Infelizmente, claro...
    Espero que a P' fique bem, deve ser mesmo difícil recuperar de algo assim.
    Beijo enorme!

    ResponderEliminar
  4. Se vivermos a pensar demasiado nisso, acabamos por nunca aproveitar realmente a vida... por outro lado às vezes é bom recordarmo-nos que temos de viver cada dia como se fosse o último. Força para ela!

    ResponderEliminar
  5. A vida é realmente demasiado curta e inesperada. Não sei o que dizer em alturas assim.
    Desejo muita força à tua amiga e à sua família.

    ResponderEliminar
  6. A vida é demasiado curta, força para os amigos e familiares ....

    ResponderEliminar
  7. r: é assim, a gente fica sempre mal quando alguém "proximo" , alguem que conhecemos morre (alias ele era só meu colega), mas não tão mal como os familiares e amigos ficam.

    ResponderEliminar

Diz-me o que vai dentro de ti ♥