sábado, 20 de fevereiro de 2016

A guerra começou, e foi no meu prédio


Nem sabem o ódio com que escrevo o post de hoje e, para começar deixo já aqui o meu pedido de desculpas por alguma coisa menos delicada que possa dizer mas, estou realmente fora de mim.
Bem, passando ao que importa: Na quinta feira passada a minha mãe vinha toda bem disposta depois de um longo dia de trabalho e de uma visita ao lar de uma senhora que "adotou", chegou a casa pronta para a rotina doméstica. Quando chegou a hora de ir passear a Lucky à rua heis que encontra o nosso tão estimado vizinho de baixo. Assim que se cruzaram na entrada do prédio ele vira-se com muita delicadeza para a minha mãe e diz "Precisamos de falar." a minha mãe, como bem que fez respondeu "Não quero falar com o Senhor, já falamos tudo o que tínhamos a falar."

***

À uns meses atrás este mesmo vizinho foi a casa da minha mãe refilar que às seis da manhã a ouviu de saltos altos dentro dentro de casa. - coisa estranha visto que a minha mãe a essa hora já está no comboio.

Meses depois, mal entramos em casa, a minha mãe foi apanhar a roupa e o vizinho estava à janela e começou a mandar vir novamente com os barulhos. 

Nos primeiros meses em que a Lucky chegou a nossa casa ele teve a excelente ideia de vir tocar à nossa campainha por duas vezes a refilar que só ouvia a cadela a andar pela casa e que de noite ela fazia muito barulho. - Vale a pena comentar esta? Eu não digo que ele não oiça barulhos, mas acho que podia ter em consideração que os primeiros tempos de adaptação são assim mesmo não?

Durante uma reunião do prédio ele começou a quer lavar roupa suja com a minha mãe à qual ela simplesmente respondeu "Está proibido de voltar a tocar à minha campainha por qualquer tipo de barulho mínimo que oiça a partir de hoje."

Claro está que o Homem ficou a ferver. Mas o melhor ponto ainda não contei, a mulher dele é brasileira e passa todo o santo dia a gritar com os dois filhos pequenos. Não estou a exagerar quando digo "gritar", ela grita com eles ao ponto de até me acordar logo de manhã. Aqueles miúdos ao crescer neste ambiente vão acabar por se tornar nervosos.

Assim, eu só pergunto onde é que este Homem tem a lata de vir refilar com alguém quando faz parte da casa mais barulhenta do prédio?

***

Encostou-se à minha mãe, mesmo a querer bater-lhe e disse que a Lucky ladrava noite e dia - vejam bem o exagero, a Lucky só ladra quando ouve algo fora do normal - ameaçou ainda, com palavrões palavras diferentes, que "Ainda vou matar essa cadela". Nisto, deu um ponta pé na Lucky e ela caiu das escadas a baixo (e estava com trela, agora pensem).

Se eu tivesse presenciado este episódio não sei bem o que tinha acontecido, então se fosse com o meu padrasto provavelmente o vizinho tinha voado também pelas escadas a baixo.

A minha mãe acabou por chamar a polícia e, após muita roupa suja e vídeos gravados por ele a "provar" que a Lucky ladrava noite e dia, acabou por assumir o que fez (ao menos isso).

Ora bem, quanto ao video aquilo não prova nada. Ele podia muito bem ter ido tocar à porta da minha mãe e, como qualquer bom cão de guarda, a Lucky ia ladrar e ele aproveitava o momento. 

Depois de tanta confusão a minha mãe levou a cadelinha ao veterinário e este disse que ela estava bem e ainda aconselhou a comprar uma coleira que dá uns choquezinhos sempre que o cão ladra. Assim, o problema ia acabar por se resolver visto que o cão ia começar a associar os acontecimentos.

No dia seguinte a minha mãe, quase sem voz (tal foram os nervos), foi perguntar a alguns vizinhos se costumavam ouvir a Lucky durante a semana à qual a resposta foi "Não".

Se este Homem faz isto a um animal inofensivo não quero pensar no que pode fazer a uma pessoa.
Não cabe em mim entender este tipo de gente, juro.
Quanto à atitude dele, não vai ficar assim, até porque isto se trata de um crime não é verdade?

42 comentários :

  1. Omg como é que alguem pode ser assim?! Realmente é o que te digo, ha pessoas com vidas médiocres que não sao felizes na sua vida e que so querem fazer a vida negra aos que têm a vida que eles gostavam de ter! É pura inveja. Se eu fosse a vocês apresentava uma queixa na polícia por agressão. Nao interessa que ele nao chegado a bater numa de voces. É a vossa palavra contra a dele. Que ja sabemos que é mentiroso. So para ele tomar um bocado do próprio remédio!

    R:sim, claro que podes participar! As unicas condições "obrigatórias" é seguir o blog e deixar o comentário. O resto é tudo facultativo ;)

    ResponderEliminar
  2. Se fosse a ti fazia queixa dele, esse homem é um mostro ...

    ResponderEliminar
  3. que coisa horrível, tenho pena da cadelinha :(

    ResponderEliminar
  4. Estou incrédula! Há pessoas genuinamente más :(

    ResponderEliminar
  5. Estas pessoas andam doidas? O homem não pode bater bem, só pode ser isso!

    ResponderEliminar
  6. Ele que olhe primeiro para si e que aprenda a ser pessoa! Isto não é forma de se dirigir a ninguém, ainda para mais mal tratou a tua cadela.
    Estas situações são tão más.

    ResponderEliminar
  7. Bem, que jornada. Isso só corrobora a minha teoria de que há pessoas que só vivem bem se estiverem a chatear outras. Gente que é tão infeliz que só fica satisfeita se estiver a embirrar e a prejudicar terceiros. Um cão ladra, é normal, principalmente perante barulhos estranhos - mas por norma não é nada que incomode imenso! Ainda por cima claramente os teus outros vizinhos não ouviram. Viver em prédios tem dessas tretas, também já tive a minha dose numa das casas em que vivi, mas resolveu-se (demorou, mas lá se conseguiu). No fundo há que ser assertivo em todas as situações e se os abusos continuarem, chamar a polícia (e se necessário gravarem as conversas que têm com o senhor). Ele não pode passar a vida a bater-vos à porta ao mínimo que a cadela faça e muito menos bater nela, até porque é crime.

    ResponderEliminar
  8. Se calhar até devias ir à polícia não? Que situação horrível!

    ResponderEliminar
  9. Que situação! Ainda bem que a Lucky está bem :)
    Quanto a esse vizinho, é preciso ter muito descaramento para inventar tais coisas e, ainda por cima, magoar um animal que não fez mal a ninguém!

    ResponderEliminar
  10. Pessoas ignorantes, admiro a postura da tua mãe, se fosse eu nem sei, os meus animais são como filhos para mim e por aquilo que li o mesmo se passa com vocês, eu espero que esse senhora tenha o que merece!

    ResponderEliminar
  11. Bem mas que situação, esse senhor sem o querer ofender é um pouco tolo, ora pois bem se ninguém se queixou da Lucky apenas ele, é mesmo que só quer arranjar confusão, claro que os cães ladrão quando ouvem algum barulho for do comum mas penso que um ladrar de vez em quando não faz mal a ninguém, ele devia sim ver aquilo que se passa na casa dele. Espero que vocês consigam lidar com essa situação.
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. situação lamentável...

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  13. Há pessoas que não merecem o chão que pisam!

    ResponderEliminar
  14. Deu um pontapé a um cão? Era dar-lhe 30 a ele. Nojento.

    ResponderEliminar
  15. ha pessoas com mau carater e, neste caso, hipócritas, pois fazem muito mais barulho e ainda se queixam do barulho (que aparentemente a tua cadela não faz) dos outros!

    ResponderEliminar
  16. Podes apresentar queixa do homem por maus tratos ao animal! É crime.

    ResponderEliminar
  17. Não há como não ter vizinhos por perto! Só tenho vizinhos de rua e eu vivo numa estrada secundária depois da rua principal, o que é muito bom, fico distante de certos seres parecidos a esse vizinho horrível que vocês têm.

    ResponderEliminar
  18. r: Eu por acaso este ano fiz umas compras muito boas nos saldos :)) por acaso não fui tirando fotografias ao que comprei, mas ao casaco apeteceu xD tens que fazer uma publicação das tuas comprinhas então :p

    ResponderEliminar
  19. r: bem, que coisas boas :) a minha vida mudou totalmente desde que me conheces por "Isabella"... mas olha, o que interessa saber e o que é bom, tem vindo a aparecer no blog e é o que eu sou hoje :))

    ResponderEliminar
  20. r: como diz a minha mãe "é andando e aprendendo" :)) espero que as coisas estejam melhores no trabalho. Não tens nada que agradecer fofinha. Beijinho grande <3 *

    ResponderEliminar
  21. quando li que ele tinha dado o pontapé na cadelinha (já agora, qual é a raça?), comecei logo a pensar "isto é crime!!!", até que o disseste no fim ahah espero, sinceramente, que este não seja mais um caso para "deixar para o lado" porque "foi só um pontapé". pode até nem ir preso, mas que seja obrigado a pagar-vos alguma coisa (indemnização?) ou que lhe aconteça alguma coisa. aiii!! mas ainda bem que a lucky está bem!

    r: não consegues ver o vídeo nem no telemóvel, nem noutro computador, ou assim? :o

    ResponderEliminar
  22. Primeiro a tua mãe que avance com a queixa porque bater num animal é porco demais !
    Segundo a tua mãe foi uma senhora porque caso esse acéfalo tivesse tocado no meu cão não iria ter dentes para contar a história.
    Terceiro este tipo de casos de barulho (já não estou a falar dos animais) acontecem em todos os prédios existe sempre um demente , não te sintas " sozinha " porque eu passo pelo mesmo e acredita que passado meses de chamar a polícia praticamente todas as noites acabaram por ser tomadas medidas contra o barulho :)
    ps: A coleira dos choques não é a solução para além que é dolorosa para o animal , ela vai ladrar sempre que ouvir um barulho estranho , é uma cadela e ninguém te a pode tirar por ela se manifestar .

    ResponderEliminar
  23. Eu acho que tens toda a razão, se ele faz isso a um animal o que fará ele a uma pessoa, eu nem sei bem o que te dizer, isso não se faz a ninguém o senhor deve ter algum problema qualquer em casa e descarrega nas pessoas que lhe dão mais jeito, espero que consigas resolver essa situação com a tua mãe e que tudo fique bem! um beijinho muito grande

    ResponderEliminar
  24. Esse tipo é um animal de espécie indefinida, porque os animais que conheço não são assim.
    É evidente que se a cadela ladrasse dia e noite, os restantes vizinho ouviam. O mais provável é ela ladrar em resposta ao barulho na casa dele.
    Quanto às questões legais, acho bem que levem as coisas a sério, pois por muito que um animal ladre, não pode ser tratado assim. Se não fizerem nada agora, da próxima vez a agredida pode ser a tua mão...

    ResponderEliminar
  25. Ainda bem que não vivo num prédio.. Há pessoas que adoram implicar por tudo, enfim.

    ResponderEliminar
  26. Ainda me custa a acreditar que existem pessoas dessas. E sim, é um crime! Deve ser punido pelo que fez.
    Espero que a tua cadelinha não tenha ficado assustada. Conheço cadelinhas que ladram muito não de modo ofensivo mas sim defensivo após ter sofrido algum mau momento.
    Um beijinho e força*

    ResponderEliminar
  27. era o suficiente para a a comissão de proteçao dos animais apertar c ele, andam ai tantas polemicas sobre maus tratos a animais...

    ResponderEliminar
  28. Existem pessoas mesmo... hum não vou dizer palavrões... O ideal é apresentar queixa contra ele na policia. O que eu faria no vosso lugar era contar que tinha sido ameaçada e que a minha Becas também, e pedia uma restrição contra esse senhor por temer, pelo meu bem estar, pessoal, e material.

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  29. É gente estúpida que como muito provavelmente é infeliz também quer fazer o mesmo Às outras pessoas...

    ResponderEliminar
  30. De facto não se compreende o pontapé na cadelinha. Parvo!

    ResponderEliminar
  31. Parece que quem levou o pontapé fui eu ao ler tal atrocidade!

    ResponderEliminar
  32. R: Isto é uma longa história, querida.
    Vi que já acabaste o secundário. Parabéns. Estou muito feliz por ti :)

    ResponderEliminar
  33. Há pessoas muito parvas mesmo! Também já tive vizinhos desses e é mesmo uma m*rda!!! Mas pronto, vamos a ver se ele se acalma!
    Beijinho e força querida

    Blog Denise de Assis
    Bioderma GIVEAWAY

    ResponderEliminar
  34. Meu deus, nem sei o que dizer. Esse teu vizinho não regula bem, eu vivo num prédio de 10 andares do qual no total tem cerca de 40 apartamentos onde são permitidos animais, vez ou outra oiço um cão a ladrar, mas não é por isso que vamos armar uma coisa dessas, as pessoas tem direito a ter os seus animais e como é lógico os cães ladram, eu tenho um gato portanto é mais sossegado.

    ResponderEliminar
  35. R: É mesmo, espero que seja um bom 2º semestre.

    ResponderEliminar
  36. Novo blogue: http://asecretplace-lily.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  37. Também já tive desaforos com vizinhos meus que se queixavam de barulhos mínimos até que um dia me saltou a rolha e disse que não estava morta,nem voava logo era normal que se ouvisse algumas coisas. Mais engraçado disto tudo, eles metem música aos berros. Como eu te compreendo

    ResponderEliminar
  38. que homem completamente desprezível e sem vida própria!

    ResponderEliminar
  39. Desculpa a expressão mas que estupidez... é uma cadela é normal que ladre de vez em quando mas acho que não há motivos para coisas como essas acontecerem...

    Beijinhos, Sky
    http://meandtheworldbysky.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  40. OMG que impressão deu-me a ler que o teu vizinho deu um pontapé na Lucky! Eu passava-me se fizessem isso com o meu cão :(

    Há vizinhos que não gostam de nós e fazem de tudo para irritar, esse é um deles.

    ResponderEliminar
  41. Oh meu deus, o que é isto... Cada vez mais, as pessoas surpreendem pela negativa. Realmente, há gente que embirra só mesmo por embirrar.

    ResponderEliminar

Diz-me o que vai dentro de ti ♥